Cooperativa Agrícola de Barcelos,Crl

A Cooperativa Agrícola de Barcelos, CRL., fundada nos primórdios do cooperativismo agrícola português como Cooperativa Agrícola de Lacticínios da Ribeira do Neiva, cumpriu com exemplar rigor os seus objectivos na primeira fase da sua vida que decorreu até 11 de Dezembro de 1975, terminando nessa data um período de dificuldade e de menor afirmação, mas tendo sempre presente a herança humana e social desses homens que a fizeram surgir e a história irá sempre recordar.

Em 1975 e na sequência da alteração dos estatutos e de assumir legalmente como área social todo o concelho de Barcelos, foram estabelecidas negociações com a Cooperativa Agrícola Leiteira do Concelho da Póvoa de Varzim para sair da nossa área, o que não aconteceu na totalidade, reservando-se para esta um reduzido número de freguesias de elevada capacidade para a produção de leite. Não existem registos de qualquer acordo, de quem coordenou a acção e se houve reservas sobre a forma como o memo foi estabelecido.

A sua existência contribuiu para "lançar a semente" do movimento cooperativo leiteiro na sua área social, complementada no concelho de Barcelos pela Cooperativa Agrícola Leiteira do Concelho da Póvoa de Varzim, que foi sucessivamente alargando a sua área social e a sua influência no concelho de Barcelos, mesmo após fundarem em conjunto com a Cooperativa Agrícola Leiteira do Concelho de Vila do Conde a União de Cooperativas de Produtores de Leite do Norte Litoral.

A partir do início de 1976 e lutando contra esta adversidade e dentro de uma organização socialmente muito frágil por deficiente ou mesmo nula formação cooperativa, instalada num edifício que suportou uma organização com uma imagem muito negativa junto da Lavoura, foi necessário desenvolver um trabalho de divulgação para compreensão de vivência cooperativa, com uma cultura de proximidade e de envolvimento de todos os seus membros, perseguindo um conjunto de objectivos, com grande expressão económica, mas orientados sempre para o Homem, elemento central de toda a actividade.

Sendo o desenvolvimento cooperativo resultado de uma actividade estruturada em vários níveis, a Cooperativa afirmou a sua presença em instituições de grau superior que foram surgindo, designadamente na Ucanorte, na Ucadesa e na ABLN, de forma a subtrair destas instituições todas a vantagens que surgem em benefício dos cooperadores.

Com o conhecimento acumulado e com a estrutura de recursos humanos que possui, procura ajudar em todos os domínios que a sua capacidade de resposta lhe permite, em particular na área dos serviços e do apoio técnico.Desta forma, a Cooperativa continua a ter a Missão de sempre, quaisquer que sejam os meios utilizados, dando todo o apoio aos cooperadores e às suas explorações, que se concretiza em cada uma das secções existentes, contribuindo assim para a satisfação das suas necessidades económicas, sociais e culturais.

Apesar da instabilidade sempre presente no sector agrícola e da contínua desagregação que se observa, a Cooperativa Agrícola de Barcelos propõe-se prosseguir a sua actividade com toda a energia, para que este tempo de menor entusiasmo seja rapidamente ultrapassado. Para atingir esses propósitos, esperamos que essa responsabilidade seja partilhada por todos, cooperadores, cooperadores dirigentes e trabalhadores.

Fonte: Cooperativa Agrícola de Barcelos,Crl

Tipo De Donativo

Fornecimento de fatos de proteção descartáveis aos profissionais de saúde do Hospital de Barcelos.

Fazer um donativo

Como posso ajudar?

Contacta-nos